Saudades do mar e do Verão

Monday, April 3, 2017SilverTree

A explicação do espiritual

O azul move-se em colunas entre o mar e o céu,
espesso como o som das cigarras o dia inteiro.
Linguagens humanas várias movem-se
leves na mesma conversa;
as mulheres nadam ao largo,
os homens ficaram a falar em casa,
os do mar cuidam dos de terra,
os de terra cuidam dos do mar,
os conhecidos dos desconhecidos
e sobre todos paira a cítara que Hara lida no terraço.
O sol amassa todo o arquipélago num único ponto do tempo,
fora do presente.
Isto e nada mais são todos os deuses do Olimpo.
A explicação do espiritual é tão simples como uma salada grega:
a diversidade é o logos da unidade.

---

Está branco o mar, de vento;
se os elementos te atemorizam ficarás
nesta ilha, interdito de nadar para Syros
ou somente cruzar a baía.
Mas coisa alguma fora se interpõe:
o mundo mudou, mas mudou dentro de ti.
Igualmente longe do centro do mundo,
da sagrada Delos, museu de deuses,
e longe da estrada que corre à tua porta,
possibilidade do vizinho, hipótese do estrangeiro,
o que no mundo mudou está dentro de ti.
Tomas o mar como fronteira, antigo povo navegador;
porque está branco o mar, de vento,
dentro.

Porfírio Silva (via Jardim de Luz)

Wolf Parade | I'll Believe In Anything

Monday, April 3, 2017SilverTree



Give me your eyes
I need sunshine
Give me your eyes
I need sunshine
Your blood
Your bones
Your voice
And your ghost

We've both been very brave
Walk around with both legs
Fight the scary day
We both pull the tricks out of our sleeves

But I'll believe in anything
And you'll believe in anything
Said I'll believe in anything
And you'll believe in anything

If I could take the fire out from the water
I'd share a life and you'd share a life
If I could take the fire out from the water
I'd share a life and you'd share a life
If I could take the fire out from the water
I'd take you where nobody knows you
And nobody gives a damn
Said nobody knows you
And nobody gives a damn

Popular Posts

Contact Form